Woodinville Wine Country tem seu papel na produção de vinho dos EUA

Woodinville Wine Country
Woodinville Wine Country

Vamos falar de vinhos… E não é sobre os tradicionais vinhos franceses ou italianos não. Vamos manter o tema do blog e falar dos vinhos norte-americanos, mais especificamente do estado de Washington. Estou falando do Woodinville Wine Country, um verdadeiro oásis para os amantes de vinho!

-Sim, aqui, pertinho de Seattle, também tem belos vinhos. Não é só a Califórnia que produz vinho de qualidade nos EUA não. Você vai se surpreender!

O que é Woodinville Wine Country?

Woodinville Wine Country é uma região situada ao redor da cidade de Woodinville, no subúrbio leste de Seattle, que abriga dezenas de vinícolas, adegas e salas de degustação de vinho, onde os visitantes podem saborear variedades da bebida de todo o estado de Washington.

-Um lugar perfeito para quem gosta da nobre bebida alcoólica da uva!

Woodinville Wine Country: sala de degustação de vinho do Chateau Ste. Michelle
Woodinville Wine Country: sala de degustação de vinho do Chateau Ste. Michelle

A pequena Woodinville fica a cerca de 30 minutos de carro do centro de Seattle (pouco mais de 30km), numa região belíssima do vale do Rio Sammamish (Sammamish River Valley), e é conhecida exatamente pela comunidade crescente de vinícolas, adegas, cervejarias artesanais, destilarias e restaurantes finos que temos por lá.

Woodinville
Woodinville

As vinícolas do Woodinville Wine Country

Já são mais de 100 vinícolas com sede na região, incluindo as mais notáveis do Estado, conhecidas mundialmente, como a Chateau Ste. Michelle, Columbia Winery, Novelty Hill Januik e Silver Lake.

Woodinville Wine Country: Columbia Winery
Woodinville Wine Country: Columbia Winery

Embora localizadas dentro da área de Puget Sound do lado oeste do estado (lembra que ficam pertinho de Seattle?), quase todas as vinícolas de Woodinville cultivam suas uvas no clima quente e árido (mais propício ao cultivo da fruta) do leste do estado, no Columbia Valley.

Columbia Valley é a maior região vinícola de Washington. Fica na parte leste do estado (Eastern Washington), depois da cadeia de Montanhas Cascade. Tem quase 4,5 milhões de hectares (cerca de 1/3 da área do estado), dos quais mais de 16.000 hectares são plantados com vinhas, e é responsável por 99% da produção de uvas do estado.

Regiões vinícolas de Washington

Eu sei, ficou meio confuso esse negócio das regiões vinícolas, né? Woodinville, Puget Sound, Columbia Valley… Mas calma! Vou explicar.

A cadeia de montanhas Cascade divide o estado de Washington em duas metades muito distintas.

A metade oeste, onde fica a capital Seattle e a pequena cidade de Woodinville (região da Puget Sound), é frio e chuvoso, e tem somente 1% da produção de uvas do estado.

O lado leste (região do Columbia Valley), por sua vez, apresenta condições quase desérticas, pois fica protegido da umidade e clima marinhos pelas Montanhas Cascade.

As terras com solo em areia e cascalho (rápida drenagem), embora requisitem um bom sistema de irrigação, são ideais para os vinheiros, e o clima mais quente e árido (distante do ambiente marinho de Seattle) é ótimo para cultivo da uva. Dias mais quentes e noites frias protegem a acidez natural das uvas e amadurecem a fruta em sua perfeição.

Essas características da região do Columbia Valley garantem, portanto, 99% da produção de uvas do estado e alguns dos mais admirados vinhos Cabernet Sauvignon, Merlot, Chardonnay, Riesling e Syrah do país.

Vinhas do Columbia Valley
Vinhas do Columbia Valley

Voltando ao Woodinville Wine Country…

Pois bem! Já que a Columbia Valley é a região de maior produção de uvas de Washington, por que Woodinville aparece no cenário dos vinhos no estado?

Vamos lá…

Na década de 1880 Woodinville era uma simples comunidade agrícola e madeireira. Mas sua proximidade com a área metropolitana de Seattle e sua bela paisagem natural chamou a atenção dos produtores de vinho do Columbia Valley.

E tudo começou com a maior e mais antiga vinícola da região, a Chateau Ste. Michelle, fundada em 1934. A ideia era passar a maior parte da operação de vendas e marketing da vinícola para o lado ocidental da cadeia de montanhas Cascade, onde residia a maior parte da população do estado.

Eis que em 1976 a Chateau Ste. Michelle abriu sua primeira adega em Woodinville. Em seguida, dividiu suas instalações de produção de vinho, trazendo a produção de vinho branco para Woodinville. E depois disso, foi seguida por outras vinícolas; Columbia Winery abriu do outro lado da rua em 1988, Novelty Hill Winery depois, e por aí vai… Até que hoje, a região do Woodinville Wine Country é um forte polo turístico, reconhecido mundialmente.

A mudança das vinícolas do Columbia Valley para Puget Sound, colocou Washington no cenário mundial do vinho e fomentou o desenvolvimento de sua produção no país.

Turismo no Woodinville Wine Country

Além de fazer vinho, várias das vinícolas do Woodinville Wine Country são abertas para passeios e degustações (imperdível!). Você ainda pode desfrutar de restaurantes com cozinhas premiadas, belas paisagens de montanha e trilhas para caminhadas e ciclismo.

Vários operadores turísticos oferecem excursões de degustação guiadas, saindo do centro de Seattle, e em Woodinville existe um centro para visitantes (Woodinville Visitor Center) que pode te orientar sobre tudo o que há para experimentar por lá. Existe até um passaporte que te dá direito a visitar mais de 60 adegas, cervejarias e destilarias participantes. E, claro, degustar muito vinho!

-Só cuidado para não sair de lá carregado… Brincadeira!

Eu nunca comprei esse passaporte, mas acho imperdível a visita a tão famosa vinícola Chateau Ste. Michelle. Além de ser a maior e mais antiga vinícola da região (a que deu início ao Woodinville Wine Country), ela tem um tour que mostra a fabricação do vinho que é muito legal. E no final ainda tem uma degustação deliciosa.

Independente se você é apreciador ou não da bebida, o passeio vale muito a pena. Os jardins são maravilhosos. Já fui várias vezes e recomendo! Veja o post sobre o Chateau Ste. Michelle!

Chateau Ste. Michelle
Chateau Ste. Michelle

Para os curiosos de plantão: sobre a produção mundial de vinho…

Vamos agora falar um pouco sobre o mercado mundial de vinhos e saber qual o papel dos EUA e de WA nesse cenário, beleza? -Fiz meu dever de casa direitinho!!!

Produção mundial de vinho

Em 2016 a OIV – International Organisation of Vine and Wine estimou uma produção mundial de cerca de 26 bilhões de litros de vinho. -É muito vinho! Quantidade suficiente para encher cerca de 10.380 piscinas olímpicas. -Dá para imaginar?

Embora, venha crescendo mundialmente o número de regiões que estão começando a produzir vinho, o mercado ainda é dominado por 10 países que produzem praticamente 80% do vinho mundial.

Ranking mundial de produtores de vinho em 2016 (fonte: OIV - Outubro_2016)
Ranking mundial de produtores de vinho em 2016 (fonte: OIV – Outubro_2016)

Os TOP 3 (Itália, França e Espanha) revezam-se ano a ano no ranking de maiores produtores e são responsáveis por quase metade de todo o vinho do planeta. Sendo que Itália e França estão sempre na disputa pela liderança. Em 4º lugar aparecem os EUA! -Quem diria, heim?

Volume da produção de vinho mundial de 2011 a 2016 (fonte: OIV - Outubro_2016)
Volume da produção de vinho mundial de 2011 a 2016 (fonte: OIV – Outubro_2016)

Produção norte-americana de vinho

Como vocês viram, os EUA vêm se destacando na produção mundial de vinho. Hoje ele é 4º produtor mundial em volume.

Em outros tempos se alguém me perguntasse sobre os maiores produtores de vinho no mundo eu nem de longe pensaria nos americanos.

Primeiro eu pensaria nos europeus, com certeza. Os TOP 3 (Itália, França e Espanha) e até Portugal com seu belo vinho do Porto e seu vinho verde Alvarinho que meu marido, Fernando, adora. E depois nos chilenos e argentinos. Já tomei muito vinho chileno! Mas não pensaria jamais nos americanos. Pura ignorância mesmo… Não sou uma boa conhecedora de vinhos!

Mas hoje, isso mudou. Antes mesmo de ter acesso aos números acima, quando visitei a Chateau Ste. Michelle, comecei a ver o progresso americano nesse mercado. -E como eles são bons em tudo que fazem, né?

Apesar dos EUA serem um dos grandes nomes do novo mundo, nem todas as suas regiões possuem climas e solos favoráveis para o cultivo das vinhas e a elaboração dos vinhos. Elas concentram-se mais na Costa Oeste, junto ao Oceano Pacífico. E os maiores destaques da vinicultura do país, responsáveis pelo bom resultado no ranking mundial, são Califórnia, Washington e Oregon.

1º Califórnia

Bem, a Califórnia não deve ser surpresa, certo? Os vinhos californianos são famosos pela sua qualidade mundial! A Califórnia produz cerca de 90% de todo o vinho norte-americano, com destaque para os vinhos elaborados com as uvas Cabernet Sauvignon e a Chardonnay.

2º Washington

O estado de Washington é o segundo estado viticultor mais importante do país, despontando para essa indústria somente a partir da década de 1980 e 1990, em parte graças à pioneira vinícola Chateau Ste. Michelle, do Columbia Valley. Seu destaque fica com a uva Riesling que tem obtido bastante sucesso na região e ótimos vinhos.

3º Oregon

Já o estado do Oregon, de clima mais frio, destaca-se pela produção de ótimos vinhos Pinots Noir e Chardonnay.

E a produção de vinho do Columbia Valley e Woodinville Wine Country?

Tudo bem vai! Se compararmos com a produção da Califórnia, e mais ainda com a produção mundial, as vinícolas do Columbia Valley e Woodinville Wine Country produzem números mais modestos. Mas vamos combinar, vindo a Seattle, você não pode deixar de conhecer essa região turística belíssima e recheada de vinhos maravilhosos!

Woodinville Wine Country

Woodinville Visitor Center
14700 148th Ave NE
Woodinville, WA 98072
Telefone: (425) 287-3298

Horário de funcionamento (referência Janeiro/2017): diariamente de 11 às 15hs. Confirmar no site oficial na data da sua visita.

Site oficial: Site Oficial Woodinville Wine Country

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*