Tour Nirvana em Seattle: o caminho da banda pela cidade!

Não tem como falar sobre Seattle e não falar do Nirvana. -Fato! A banda é uma das responsáveis por colocar a cidade no cenário mundial da música, e seu vocalista, o lendário Kurt Cobain, é adorado por aqui até hoje. Quem nunca ouviu falar do Nirvana em Seattle???

Embora a banda tenha origem em Aberdeen, WA (eu descobri isso agora 😮 !), estourou junto com o som de Seattle. E por aqui ninguém faz questão de comentar de onde eles vieram…

-Fato é que o Nirvana pertence a Seattle, não tem jeito!

Natural que sua história esteja nas ruas da cidade e possa ser contada através da trilha do Nirvana em Seattle!

A banda Nirvana

Tour Nirvana em Seattle
Tour Nirvana em Seattle

Nirvana foi uma banda norte-americana de rock que se destacou no cenário grunge de Seattle no final da década de 1980 e transformou-se numa referência mundial da música!

-Literalmente: de Seattle para o mundo!

O sucesso repentino da banda popularizou o rock alternativo como um todo. E seu vocalista, Kurt Cobain, tornou-se um verdadeiro ícone da música. Ele era muitas vezes referido na mídia como o “porta-voz de uma geração“. E o Nirvana como a “principal banda” da Geração X.

Haja vista uma famosa frase de Cobain: “Estamos tão na moda, não podemos sequer escapar de nós mesmos”.

Como tudo começou?

Ao mesmo tempo em que bandas como Soungarden, Malfunkshun, Green River e Skin Yard estavam suando nos porões de Seattle nos anos 80, o Nirvana estava emergindo em Aberdeen, WA.

Em dezembro de 1987 seus fundadores, o vocalista e guitarrista Kurt Cobain e o baixista Krist Novoselic (no auge de seus 20 e poucos anos), convidam o baterista Aaron Burckhard e o trio configura a formação original da banda.

Durante os primeiros meses, passaram por uma série de nomes. Foram Skid RowPen Cap Chew, Bliss e Ted Ed Fred, até que se estabeleceram como Nirvana.

De olho na explosão da cena grunge em Seattle, Cobain e Novoselic logo se estabeleceram nos arredores da cidade (Tacoma e Olympia). Mas perderam contato com Burckhard, dando início ao “troca troca” de bateristas.

Vários foram os bateristas que passaram pelo Nirvana. Até que em setembro de 1990 o baterista Dave Grohl juntou-se a banda, e foi o que mais tempo ficou!

Como tudo terminou?

Foi em Seattle que a estrada de sucesso do Nirvana se consolidou e lançou a banda para o mundo. Mas infelizmente, o sonho durou pouco! A banda ficou em atividade por 7 anos (1987 a 1994) e acabou com a morte do vocalista Kurt Cobain, que se matou com um tiro na cabeça em 1994. Ele tinha somente 27 anos de idade!

-Como é duro acreditar, heim! Tanto sucesso pela frente para terminar assim…

Bem, dada essa “palhinha” sobre a biografia da banda, vamos agora conhecer as paradas no caminho do Nirvana em Seattle? É a história da banda sendo contada através dos lugares por onde passou…

Tour Nirvana em Seattle: 13 paradas no caminho da banda

Eu adorei fazer esse post. Gosto muito de música, gosto muito do Nirvana e gosto muito de Seattle. Poder fazer o link entre essas 3 coisas e conhecer os lugares por onde o Nirvana andou em Seattle é muito legal.

Separei aqui 13 paradas obrigatórias para um tour do Nirvana em Seattle. Coloquei no Google Maps o roteiro. Espero que vocês gostem!

1. Reciprocal Recording Studio (janeiro, 1988)

A modesta construção em forma triangular na esquina da Leary Way NW com a 6th Ave NW, no bairro de Ballard, foi um verdadeiro “núcleo” do rock grunge!

O prédio foi o estúdio de gravação Reciprocal Recording Studio de 1986 até 1991. Dirigido pelo “padrinho do grunge”, o lendário produtor musical de Seattle, Jack Endino, e Chris Hanzsek, é responsável pela gravação de algumas das maiores faixas da era do grunge.

Incluindo a primeira demo de um Nirvana ainda desconhecido em janeiro de 1988. Demo essa que iria conduzir à sua rápida assinatura com a Sub Pop e culminar com o primeiro álbum da banda: “Bleach”.

Desde o encerramento do Reciprocal, o espaço tem sido utilizado por vários outros estúdios de gravação. É nossa primeira parada no tour Nirvana em Seattle!

Tour Nirvana em Seattle: Reciprocal Recording Studio
Tour Nirvana em Seattle: Reciprocal Recording Studio
Endereço: 4230 Leary Way NW, Seattle, WA 98107

2. The Central Saloon (abril, 1988)

É o saloon mais antigo de Seattle! Funciona a mais de 1 século! Ao longo de todos esses anos passou na mão de diferentes donos e já foi renomeado algumas vezes. Até que em 1990 passou a se chamar The Central Saloon.

Foi o lugar do primeiro show do Nirvana em Seattle. Realizado no dia 10 de abril de 1988 (ainda com o nome The Central Tavern), foi um show de estreia sem plateia! Ninguém apareceu. -Acredita? Hoje é inimaginável que o Nirvana estava tocando e ninguém foi assistir. Pois é, toda banda (até as mais famosas) tem o seu início difícil…

Hoje ele funciona 365 dias por ano e 7 noites por semana com muito rock ao vivo. É nossa segunda parada no tour Nirvana em Seattle.

Tour Nirvana em Seattle: The Central Saloon
Tour Nirvana em Seattle: The Central Saloon
Endereço: 207 1st Avenue South, Seattle, WA 98104

3. The Vogue no passado, hoje Vain (abril, 1988)

The Vogue foi mais uma casa noturna muito badalada em Seattle. Abrigou centenas de shows de rock durante 2 décadas, inclusive um dos primeiros shows do Nirvana, Alice in Chains e Melvins.

Muitos acreditam que o show do Nirvana que aconteceu aqui no dia 24 de abril de 1988 foi o primeiro da banda em Seattle. Mas segundo Bruce Pavitt, um dos fundadores da Sub Pop Records, na realidade esse foi o segundo show, 2 semanas depois do show no The Central Saloon. Mas foi o 1º de muitos aqui nessa casa noturna.

Hoje, funciona no local um salão de cabelereiro, chamado Vain.

Tour Nirvana em Seattle: Vain (antigo lugar de funcionamento do The Vogue)
Tour Nirvana em Seattle: Vain (antigo lugar de funcionamento do The Vogue)
Endereço: 2018 1st Ave, Seattle, WA 98121, EUA

4. Gravadora Sub Pop Records (junho, 1989)

A gravadora independente Sub-Pop foi a primeira a acreditar no movimento grunge de Seattle.

Fundada em Seattle por Bruce Pavitt e Jonathan Poneman em 1988, ficou famosa por ser a primeira a contratar o Nirvana, banda que se tornaria sua principal marca.

Na época, a gravadora fazia questão de manter as gravações bem originais e cruas, como se fossem sons de garagem mesmo. Prova disso é o som mais “rockzão” do início da banda de Cobain 🎸🎸🎸.

O contrato com o Nirvana foi o primeiro fechado pela Sub Pop. A banda lançou seu primeiro single, “Love Buzz“, em novembro de 1988 pela gravadora, e no mês seguinte começou a gravar seu álbum de estreia, “Bleach”, com o lendário produtor local, Jack Endino. Em junho de 1989 o álbum foi lançado pela Sub Pop. Abaixo uma palhinha para relembrar esse álbum!

Mas as vendas iniciais moderadas de “Bleach” não deixaram Cobain satisfeito. Ele ficou chateado pela ausência de promoção e distribuição do álbum pela Sub Pop e os 2 álbuns seguintes (Nirvana só tem 3 álbuns gravados em estúdio) não foram mais lançados pela gravadora.

Em 1990 o Nirvana assinou com a DGC Records. Seu segundo álbum de estúdio, “Nervermind” (o mais famoso da banda), foi lançado por essa grande gravadora em setembro de 1991, com produção de Butch Vig. O terceiro e último álbum de estúdio da banda “In Utero” foi gravado em 1993 no estúdio Pachyderm Studio em Cannon Falls, Minnesota, com produção de Steve Albini.

Nevermind

Números do Nevermind
Aqui cabe um anexo sobre os números fantásticos do álbum “Nevermind”. Você não precisa entender de grunge para saber que “Nevermind” se tornou um dos álbuns mais emblemáticos da história, não só dos anos 90.

Com a mistura do grunge e do rock alternativo, numa pegada mais pop, o disco foi um dos álbuns mais vendidos de todos os tempos, com mais de 8.5 milhões de cópias vendidas nos EUA e 30 milhões em todo mundo.

No Natal de 1991, “Nevermind” vendia 400Mil cópias por semana nos EUA. Em janeiro do ano seguinte (1992), o álbum tirou o álbum “Dangerous” do Michael Jackson do 1º lugar das paradas da Billboard, e liderou as paradas em vários outros países.

A música “Smells Like Teen Spirit” foi quase onipresente no rádio e na televisão. A Billboard declarou: “Nirvana é aquela banda rara que tem tudo: aclamação da crítica, o respeito da indústria, o apelo pop da rádio e uma base sólida de rock universitário/alternativo“.

Com esse álbum, Kurt Cobain tornou-se o superstar em oposição direta a tudo o que era a música punk que ele adorava. Sua mente brilhante e seu incrível senso de melodia criou uma música mais pop; o grunge já não era mais tão subterrâneo!

A gravadora Sub Pop funciona hoje no endereço 2013 Fourth Avenue, Third Floor. Mas tudo começou num minúsculo escritório do edifício Terminal Sales Building no centro da cidade, onde a Sub Pop permaneceu de 1988 a 2003. Temos, portanto, duas paradas aqui: sua localização original e sua localização atual!

Tour Nirvana em Seattle: Terminal Sales Building (antiga locação da Sub Pop)
Tour Nirvana em Seattle: Terminal Sales Building (antiga locação da Sub Pop)
Endereço (localização original): 1932 1st Ave #1000, Seattle, WA 98101

Endereço (localização atual): 2013 4th Ave, Seattle, WA 98121

5. The Moore Theatre (junho, 1989)

Inaugurado em 1907, The Moore Theater é o teatro mais antigo de Seattle ainda em operação. Faz parte da história da cidade e é natural que também tenha sido palco das bandas do grunge.

Falando de Nirvana, em junho de 1989 a banda se apresentou no Moore, no Lame Fest junto com Mudhoney e Tad. Foi a primeira apresentação do Nirvana para uma grande multidão (em relação aos pequenos bares com os quais eles estavam acostumados).

A banda ainda passaria por esse palco em agosto de 1990, num show feito com o baterista Dale Crover em sua passagem temporária pelo Nirvana.

Tour Nirvana em Seattle: The Moore Theatre
Tour Nirvana em Seattle: The Moore Theatre
Endereço: 1932 2nd Ave, Seattle, WA 98101

6. El Corazon (The Old Off Ramp) (novembro, 1990)

Esse é outro local lendário da cena grunge de Seattle dos anos 90. Também conhecido como Off Ramp, o espaço funciona como um local de música ao vivo, clube ou bar desde 1910.

Falando do Nirvana (estrela de nosso artigo), foi aqui no Off Ramp, que a banda tocou pela primeira vez em Seattle com o Dave Grohl na bateria em 25 de novembro de 1990.

El Corazon até hoje bomba na vida noturna da cidade, funcionando todos os 7 dias da semana. Vale uma parada em nosso tour Nirvana em Seattle!

Tour Nirvana em Seattle: El Corazon
Tour Nirvana em Seattle: El Corazon
Endereço: 109 Eastlake Ave E, Seattle, WA 98109

7. OK Hotel Apartments & Artist Studios (abril, 1991)

Hoje é um prédio de apartamentos histórico restaurado, de mesmo nome OK Hotel, localizado no Seattle Waterfront, no bairro histórico do Pioneer Square, embaixo do Alaskan Way Viaduct.

Mas foi um dos inúmeros e populares locais de música ao vivo na época da cena grunge de Seattle do final dos anos 1980 e início dos 1990.

O destaque aqui fica por conta da primeira apresentação ao vivo da lendária música “Smells Like Teen Spirit” do Nirvana em 17 de abril de 1991. -Uma das melhores músicas da banda! Senão, a melhor.

Endereço: 212 Alaskan Way S, Seattle, WA 98104

8. Re-Bar (setembro, 1991)

É ainda hoje uma casa noturna bem popular em Seattle. É um grande clube de dança que tem espaço para todo tipo de público alternativo: punk-rock, funk, LGBT, drag queen, gótico, etc. Vá sem preconceito!

Ele foi palco da festa de lançamento do álbum “Nevermind” do Nirvana em 13 de setembro de 1991. Fato curioso: Kurt Cobain, Krist Novoselic e Dave Grohl foram expulsos de sua própria festa de lançamento por iniciar uma briga! -Coisa de superstar mesmo!

Tour Nirvana em Seattle: Re-Bar
Tour Nirvana em Seattle: Re-Bar
Endereço: 1114 Howell St, Seattle, WA 98101

9. The Paramount Theatre (outubro, 1991)

Outra parada em nosso tour do Nirvana em Seattle: The Paramount Theatre. Esse teatro, inaugurado em 1928, funciona até hoje e é palco para shows, apresentações teatrais e concertos musicais. É um dos mais movimentados da região e do estado de Washington, e tem muita história da música para contar. Muitas performances históricas passaram por aqui.

Para o Nirvana, o destaque foi o show que aconteceu aqui em 31 de outubro de 1991 e que ficou imortalizado no: “Live at the Paramount”. Foi lançado em DVD e Blu-ray em 2011 como parte das comemorações pelo 20º aniversário do álbum “Nevermind”. Contém toda a performance ao vivo do Teatro Paramount.

Endereço: 911 Pine St, Seattle, WA 98101

10. Crocodile Cafe (hoje “The Crocodile”) (outubro, 1992)

Não há outro lugar na cidade com um passado musical tão fantástico. A cena do rock grunge em Seattle não seria a mesma sem o The Crocodile! É um bar famoso por ter dado chance de tocar a bandas como Pearl Jam, Nirvana e R.E.M quando elas eram meras desconhecidas.

Desde sua abertura em 1991 o bar tem sido palco de muita música. E desde então, muitos fãs de música elegem-no como o melhor local de música ao vivo de Seattle. Funciona os 7 dias da semana e recebe diversos talentos locais, nacionais e internacionais de diversos gêneros musicais

O pessoal do Nirvana se apresentou aqui algumas vezes. Sua apresentação no clube em 4 de outubro de 1992 tem um fato curioso: foi um “show surpresa”, anunciado sob um dos antigos nomes da banda: Pen Cap Chew. Imagine a surpresa das pessoas no clube noturno quando Nirvana (uma das maiores bandas do mundo naquela época) aparece em pleno palco.

A banda abriu com a música “Aneurysm” e não tocou nenhuma música de sucesso durante o set de mais de uma hora. Em determinado momento, Kurt Cobain perguntou se havia algum pedido, então Dave falou em voz engraçada: “Teen Spirit”. Ainda assim, eles não tocaram a música!

Essa parada é tradicional; não pode ficar de fora de seu tour Nirvana em Seattle.

Tour Nirvana em Seattle: The Crocodile
Tour Nirvana em Seattle: The Crocodile
Endereço: 2200 2nd Avenue, Seattle, WA 98121

11. Linda’s Tavern (abril, 1994)

Essa é mais uma parada para os fãs do Nirvana; mais uma obrigatória no tour Nirvana em Seattle! Era um lugar muito frequentado por Cobain, mas um fato triste marca sua existência:

Esse foi o lugar onde Kurt Cobain foi visto com vida pela última vez, algumas noites antes de seu suicídio em abril de 1994. Ele esteve na taberna com um amigo e bebeu uma cerveja no balcão no topo das escadas.

Na noite em que a polícia descobriu o corpo de Cobain, muitas pessoas se reuniram no local para chorar juntos e tentar entender o que havia acontecido. Quem esteve no local diz que até a “jukebox” estava em silêncio naquela noite. Ali era um lugar que Cobain se esconderia

Quem visita o lugar fica com vontade de voltar. Ainda hoje é um autêntico bar grunge (muita gente acha um dos melhores). Sua atmosfera dos anos 90 permanece intacta!!! A “jukebox” continua por lá, o ambiente é rústico, a música é boa e a comida também. É um bar de rock sem frescura! Imperdível num tour do Nirvana em Seattle.

Tour Nirvana em Seattle: Linda’s Tavern
Tour Nirvana em Seattle: Linda’s Tavern
Endereço: 707 E Pine St, Seattle, WA 98122

12. Casa de Kurt Cobain do Nirvana (abril, 1994)

A parada agora é na casa onde viveu e morreu Kurt Cobain.

Para os fãs da banda e do músico, foram dias difíceis os vividos no início de abril de 1994… Kurt Cobain foi encontrado morto no quarto encima da garagem de sua casa!

A polícia acredita que ele se matou com um tiro na cabeça em 5 de abril de 1994, mas seu corpo só foi encontrado no dia 8 de abril. Ao lado do corpo uma espingarda, e em local próximo uma nota de suicídio escrita à mão.

Em um trecho de sua carta de despedida: “Melhor queimar de uma vez, do que apagar aos poucos”.

Um “abalo” no mundo da música

Embora já notoriamente “meio suicida”, encarar a realidade do suicídio de Cobain assustou o mundo da música. -Difícil achar que vai acontecer de verdade.

O fato virou notícia mundial e imagens da casa onde Cobain se matou rodou todos os veículos de comunicação da época. Se você é fã do Nirvana, já deve ter visto imagens da antiga casa, construída em 1902. Ela tornou-se um símbolo na história da música e na vida do músico; afinal foi sua última morada e local de seu suicídio.

A casa atual não é mais igual à da época, já passou por reformas. Começando pela demolição do quarto acima da garagem onde Cobain se matou, feita ainda por sua viúva, Courtney Love. Em 1997 a propriedade foi vendida e não tem mais nada a ver nem com o Nirvana, nem com a família de Cobain.

Apesar disso, as pessoas continuam fascinadas pela casa, e fãs continuam visitando o local. Os novos proprietários são desconhecidos e parecem não se importar com as fotos que constantemente são tiradas por eles. Mas não espere conseguir enxergar grandes coisas. A propriedade é cercada, tem câmeras de segurança e fica bem protegida por vegetação.

A maioria dos visitantes se contenta em conhecer o local por fora e o famoso banco, que se tornou um tributo ao acontecido, no vizinho Viretta Park.

A casa fica no lado leste da cidade, pertinho do Lago Washington.

Endereço: 171 Lake Washington Blvd E, Seattle, WA 98122

13. Memorial do Kurt Cobain no Viretta Park (abril, 1994)

Adjacente à casa em que Kurt Cobain morreu fica o Viretta Park. O pequeno parque em si não tem nada demais; tem alguns pinheiros, escadas e quatro bancos de madeira cobertos por desenhos em grafite.

Não fosse pelo banco de madeira que fica embaixo de uma árvore do lado esquerdo do portão da casa de Cobain, e que se tornou um santuário, o lugar seria só mais um simples parque.

Nos dias seguintes à morte de Cobain os fãs tomaram o parque, acendendo velas e cantando músicas, em homenagem ao astro.

Desde então o pequeno banco de madeira vem servindo como um memorial do músico; onde os fãs do astro do rock deixam mensagens, lembranças, letras de música, fotos, cartas de amor e outras ofertas para Cobain. -Fã, que é fã, sempre arruma um jeito de fazer um tributo ao ídolo!

Fã, que é fã, vai passar por aqui em seu tour Nirvana em Seattle!

Tour Nirvana em Seattle: Viretta Park e casa de Kurt Cobain
Tour Nirvana em Seattle: Viretta Park e casa de Kurt Cobain
Endereço: 151 Lake Washington Blvd. E, Seattle, WA 98112

Museu de Cultura Pop de Seattle (MoPOP)

Bem, não está na relação de lugares por onde o Nirvana passou (não existia nessa época), mas não pode ficar de fora de seu tour Nirvana em Seattle.

O museu da música de Seattle, antigo EMP Museum e atual MoPOP, fica no campus do Seattle Center e tem um acervo musical fantástico.

Sua exposição “Taking Punk to the Masses” tem a maior coleção do mundo de objetos raros do Nirvana e de seu vocalista Kurt Cobain. São centenas de itens originais entre letras escritas à mão, cartas, instrumentos musicais, a primeira demo, objetos pessoais, peças de roupas usadas em grandes clips e fotografias originais.

Ela mostra a história da banda que começou nos bares de Seattle, dominou a cidade e tomou conta do mundo através de seu rock grunge.

Endereço: 325 5th Ave N, Seattle, WA 98109

E olha a coincidência: Nirvana no Brasil!

Bem quando eu escrevo esse post, a exposiçãoTaking Punk to the Masses” sai pela primeira vez do MoPOP e desembarca em solo brasileiro. Isso mesmo! Chega agora em junho e fica até o final do ano. Primeiro no Rio de Janeiro e depois em São Paulo. É a hora dos fãs brasileiros da banda! Viva! 🍾🍾🍾

Para os que vêm a Seattle, não deixem de fazer o tour Nirvana em Seattle! Imperdível!

Se você também gosta do Pearl Jam, veja nosso tour Pearl Jam em Seattle!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*