The Moore Theatre: o teatro mais antigo de Seattle!

Está pensando numa noite de entretenimento em Seattle? Eu tenho uma sugestão: uma produção teatral ou um concerto musical num teatro histórico da cidade. Para usar termos mais pops; uma peça de teatro ou um show de música no The Moore Theatre!

Eis um ótimo programa para sua noite em Seattle.

The Moore Theatre em Seattle
The Moore Theatre em Seattle

Uma breve apresentação do The Moore Theatre

Inaugurado em 1907, o Moore é o teatro mais antigo de Seattle ainda em operação. Desde 1974 faz parte do Registro Nacional de Lugares Históricos.

Muita água já passou por debaixo dessa ponte, ou melhor dizendo, muito espetáculo já passou por cima desse palco. Passou e continua passando.

Atualmente é operado pelo Seattle Theatre Group, organização de artes sem fins lucrativos, que tem a missão de “enaltecer a arte do noroeste do Pacífico e manter os teatros históricos The Paramount, The Moore e Neptune de Seattle saudáveis ​​e vibrantes“. O The Moore Theatre destaca-se como centro dos programas de educação e desenvolvimento de artistas do STG.

Fica numa localização bem central da cidade, no bairro de Belltown, a poucos passos do mercado público de Seattle, o Pike Place Market. Não é um teatro grande, tem hoje capacidade para 1.800 lugares. Mas continua recebendo apresentações de tudo quanto é tipo de artes cênicas: musicais, dança, concertos, shows, comédia, palestras e espetáculos de todo tipo.

Feita a devida apresentação, vamos falar um pouco da história do teatro e dos artistas e espetáculos que já passaram por aqui. Depois vou passar a palavra para o Fernando, meu marido. Ele vai nos contar como foi sua experiência numa noite no The Moore Theatre no ano passado. -Combinado?

Inovação e glamour na Seattle de 1 século atrás

The Moore Theatre e o hotel anexo foram construídos pelo James A. Moore, em parte, para “fisgar” clientes que estariam visitando a feira mundial (Alaska–Yukon–Pacific Exposition) de 1909 em Seattle, e funcionam até hoje.

Assim que abriu em 1907, logo se tornou um lugar frequentado pela elite da sociedade do início da cidade e uma das melhores casas de toda a Costa Oeste. Moore colocou seu plano de longa data em prática; plano ousado, diga-se de passagem. Ele queria que o teatro fosse “o melhor na América“.

O projeto do arquiteto EW Houghton foi revolucionário. Diferente dos teatros da época, o balcão acima do piso principal do Moore foi construído para ser suportado por vigas de aço maciças, sem as colunas de sustentação que encobriam a visão de alguns assentos.

A ausência de qualquer apoio da galeria no chão era uma novidade para a época; uma das características mais impressionantes do teatro.

A decoração luxuosa também chamava atenção para época. Ônix, mármore, vitrais, mosaico e cores em marfim, rosa antigo, azeitona e dourada. -Um luxo só! A fachada exterior ficava até meio “neutra” e “simples”, se comparada ao interior extravagante.

Já de cara, sua inauguração foi o evento social da temporada na cidade! Com 2.436 lugares e as características inovadoras em seu design interior, tornou-se um teatro com atrações de primeira classe.

Um artigo local, comentou: “De agora em diante, Seattle deve ser uma metrópole em coisas teatrais, com um teatro metropolitano e atrações metropolitanas…“.

The Moore Theatre nos dias atuais

Ao longo dos mais de 100 anos, o teatro sofreu muitas mudanças tanto em seu aspecto quanto em sua operação; até de nome. Apesar disso, permanece intacto em boa parte.

A última reforma aconteceu em julho de 2013, onde o Seattle Theatre Group iniciou uma revitalização de 2 meses para dar um “tapinha” no visual do teatro.

Os 1.800 assentos foram atualizados, o teatro foi todo pintado com cores mais parecidas com as originais, o sistema de aquecimento foi melhorado e foi instalado um sistema de cortinas para acomodar produções mais íntimas (de 1.800 lugares para um espaço de 400 lugares).

The Moore Theatre oferece hoje uma grande variedade de entretenimento, de grupos de dança e rock alternativo até filmes clássicos e produções teatrais. Praticamente todos os gêneros musicais, desde o punk mais duro até o funk chamativo, teve lugar no palco do Moore nos últimos anos.

The Moore Theatre em Seattle
The Moore Theatre em Seattle

Estrelas e espetáculos do The Moore Theatre

Como falei antes, The Moore Theatre faz parte da história de Seattle! São mais de 100 anos em operação; mais de 100 anos de muita arte e espetáculo. Natural que nesse palco tenha acontecido muita coisa legal. Vamos conhecer algumas de “suas estrelas”?

1. Seattle Symphony

O teatro foi a casa da orquestra sinfônica de Seattle (Seattle Symphony) de 1908 a 1911. Sua primeira performance no The Moore Theatre foi no dia 30/11/1908.

2. Óperas

O Moore já foi palco de grandes óperas. Os anos de 1909 a 1911 foram gloriosos nesse sentido. Como exemplo, foi encenada aqui Madame Butterfly da Lombardi Opera Company em 1910.

3. Teatro

Muitas peças teatrais também já foram apresentadas por aqui. Em 1912 teve uma maratona fabulosa de Shakespeare, com 5 peças em uma semana: Julius Caesar – Hamlet – Merchant of Venice – Richelieu – King Lear & Othello.

4. Dança

Na dança, várias foram as apresentações de Anna Pavlova e de balés russos. Um destaque especial fica por conta do Vaslav Najinski, bailarino russo, influente na época, que ultrapassou limites com uma coreografia chocante em 1917.

5. Ópera Rock

Mais um destaque na ópera merece ser citado aqui. Em 1971, a Seattle Opera estreou a primeira ópera rock do mundo: “Tommy” da banda The Who, considerada uma das bandas de rock mais influentes do século 20. O álbum mais vendido de 1969, “Tommy“, foi transformado em ópera (de show à ópera!).

6. Cinema

Agora cinema! O Festival Internacional de Cinema de Seattle (SIFF – Seattle International Film Festival) é realizado anualmente em Seattle, desde 1976, e está entre os melhores festivais de cinema da América do Norte. Seus primeiros cinco festivais (de 1976 a 1980) foram realizados no Moore.

7. Shows

Os shows de música são incontáveis; muitos artistas já passaram por aqui. Red Hot Chili Peppers, Queensrÿche, Megadeth, Green Day, Keane, Duran Duran, James Blunt e muito mais. Isso sem falar nas bandas do Som de Seattle que merecem um destaque especial (feito abaixo)!

8. Rock grunge

Aqui, os marcos são de “responsa” ⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️. Afinal Seattle é o berço do grunge e o Moore não podia ficar de fora dessa cena musical do final dos anos 80 e início dos anos 90! Muitas das bandas do som de Seattle passaram por esse palco.

  • Fopp, o segundo EP da banda Soundgarden, foi gravado no Moore em 1988.
  • Em junho de 1989 Nirvana se apresentou no teatro Moore, no Lame Fest junto com Mudhoney e Tad. Foi a primeira apresentação do Nirvana para uma grande multidão (em relação aos pequenos bares com os quais eles estavam acostumados).
  • Em dezembro de 1990, Alice in Chains teve seu primeiro show esgotado aqui no The Moore Theatre, em Seattle. O show foi gravado e lançado como “Live Facelift”, primeiro registro oficial em vídeo da banda.
  • Esse mesmo show do Alice in Chains em 22 de dezembro de 1990 no Moore foi aberto pelo Pearl Jam, ainda como Mookie Blaylock, um dos primeiros shows da banda.
  • O épico vídeo da música “Even Flow” do Pearl Jam consiste em imagens da performance da banda filmada durante um show de 17 de janeiro de 1992 no Moore.
  • Live at The Moore” da Mad Season foi filmado no Moore, durante uma performance da banda em 29 de abril de 1995. É um dos últimos registros de apresentação ao vivo da banda norte-americana (alguns dizem que foi a performance final), antes que seus membros voltassem a trabalhar com suas principais bandas: Alice in Chains, Pearl Jam e Screaming Trees.

Não é a toa que o teatro está em nossos roteiros musicais de Seattle (Nirvana em Seattle e Pearl Jam em Seattle).

The Moore Theatre é um teatro de “responsa”, com estrelas e espetáculos de “responsa” em seu currículo!

Agora vou deixar vocês com o Fernando. Ele vai relatar a noite que passou no Moore.

Noite do Fernando no The Moore Theatre

Em outubro de 2016 tive a oportunidade de visitar o The Moore Theatre. Era uma daquelas noites de tempestade em Seattle que a gente acaba se acostumando. No post sobre o Lola, Lola Restaurante Grego Seattle eu falo mais sobre a tempestade e sobre o jantar desta mesma noite.

A segunda parte da noite era o show do The Fray no Moore.

Logo que chegamos na porta, à exceção do vento monstruoso da tempestade, tudo funcionou perfeitamente!

Ambiente muito organizado e muito seguro, aliás este é um ponto positivo para a vida noturna em Seattle, na grande maioria do tempo você se sente muito seguro durante sua diversão noturna, a noite funcionou dentro do esperado.

O teatro estava bem lotado, muita gente jovem e bonita, saindo sei lá de onde (porque com a tempestade as ruas ficam vazias e eu ainda acho que devem ter alguns túneis subterrâneos para os nascidos por lá…) logo o teatro estava lotado, sem nenhuma cadeira vaga.

Os shows

O show de abertura foi da banda American Authors, para mim desconhecida até então, mas que nos trouxe um rock moderno, bem marcado pela percussão, intenso e com bons vocais. Foi uma bela surpresa, na volta ao Brasil inclusive comprei boa parte das músicas deles digitalmente para ouvir.

Para sentir o clima, segue um trecho da música I´m Born to Run da American Authors no show desse dia! Muito bom!

Depois da virada do palco, temos o The Fray tocando suas baladas, com uma iluminação de tirar o fôlego.  A acústica perfeita nos dois shows também completam a experiência e deixa claro que apesar do estilão “retrô” antigo do teatro, ele está muito bem equipado em termos de modernidade e equipamentos de ponta para uma experiência musical de alta qualidade.

Recomendo? Sim, claro, se tiverem a oportunidade de assistir a um bom show de rock no The Moore Theatre, não percam!

The Moore Theatre em Seattle

The Moore Theatre
1932 2nd Ave
Seattle, WA 98101

Agenda do teatro e compra de ingressos no site oficial.

Operado pelo Seattle Theatre Group – STG
Telefone: (206) 682-1414 / Tickets: 1-800-745-3000
Site oficial: Seattle Theatre Group

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*