Origem do movimento Grunge em Seattle

Grunge em Seattle? Origem do movimento? Como assim?

Isso mesmo! Seattle é conhecida como o berço do movimento grunge. Foi aqui que, no final da década de 1980, surgiu esse estilo musical!

Às vezes chamado de Seattle Sound ou Som de Seattle, o grunge é um subgênero do rock alternativo, inspirado no rock punk e no heavy metal.

Seus precursores são os grupos Soundgarden e o Green River, sendo este último considerado o pai do movimento e a partir do qual, depois de sua separação, foram formadas as bandas Mudhoney e Mother Love Bone. Estas sim, verdadeiros ícones originais do novo som de Seattle!

Mas foi no início dos anos 90 que o estilo musical decolou e ficou famoso pelas bandas locais Nirvana, Pearl Jam e Alice in Chains. O sucesso dessas bandas impulsionou a popularidade do rock alternativo e fez do grunge a forma mais popular de hard rock na época.

Exposição Cena Grunge Seattle (Fonte Wikimedia Commons)
Exposição Cena Grunge em Seattle (Fonte Wikimedia Commons)

Há quem diga que o som do grunge é em parte resultado do isolamento de Seattle de outras cenas musicais. O Jonathan Poneman, da gravadora Sub Pop já falava: “Seattle foi um exemplo perfeito de uma cidade secundária com uma cena musical ativa que foi completamente ignorada por uma mídia americana fixada em Los Angeles e Nova York.”

Grunge em Seattle: as bandas de garagem

As bandas precursoras do movimento grunge optaram por menos superproduções e mais conteúdo e qualidade sonora e musical. Surgiram nas garagens da cidade! Elas eram “contra” o deslumbre provocado pelo palco.

O grunge em Seattle nasceu de uma geração jovem cheia de rebeldia!

Banda Mudhoney – origem do Grunge em Seattle (Fonte: Wikipedia)
Banda Mudhoney – origem do Grunge em Seattle (Fonte: Wikipedia)

As músicas falavam das angústias humanas e das questões sociais com altas doses de sarcasmo. As guitarras têm uma influência do metal dos anos 70, mas a inspiração para as letras veio do punk.

A famosa gravadora independente Sub-Pop  foi a primeira a acreditar no movimento e manteve as gravações bem originais e cruas, como se fossem sons de garagem mesmo.

Mas depois da ascensão do grunge no cenário mundial as bandas originais assinaram contratos com gravadoras maiores e rebuscaram um pouco mais as gravações, perdendo um pouco da crueza original.

Foi então que o grunge se transformou no produto mais acessível comercialmente e o que estamos mais acostumados a ouvir nas rádios.

Quem já não ouviu falar do álbum Nevermind do Nirvana?

Álbum Nevermind do Nirvana
Grunge em Seattle – Álbum Nevermind do Nirvana

Pois é! Ele é o álbum de maior sucesso da banda Nirvana e um dos mais ouvidos pelos admiradores do grunge. É um bom exemplo do grunge com sonoridade mais limpa.

Críticos de música falam que o “Nirvana mudou a história do rock mundial” quando lançou o Nevermind. Com a mistura do grunge e do rock alternativo o disco foi um dos álbuns mais vendidos de todos os tempos com 30 milhões de cópias vendidas em todo mundo.

Chegou a ultrapassar o álbum Dangerous, oitavo álbum de estúdio do cantor Michael Jackson.

Para matar um pouco a saudade, veja o vídeo abaixo de uma das músicas mais tocadas desse disco!

Mas como nem tudo na vida tem unanimidade, os fãs mais fervorosos do rock grunge, aquele que começou em Seattle, acham que nem de longe o Nirvana representa a forma mais pura desse estilo musical.

Viva a liberdade de opinião!

– O que seria do preto se não fosse o branco?

O estilo underground do grunge em Seattle

As bandas grunge tinham um estilo bem underground. Seus jovens integrantes tinham um visual despojado e rebelde, e priorizavam a simplicidade.

Usavam calças rasgadas, camisas de flanela, muitas vezes quadriculadas, botas, e geralmente cabelos compridos e desalinhados. Tinham um estilo largadão! Lembra o que falei sobre a questão de ser “do contra“? Pois é! Eles Vinham de encontro à moda yuppie dos engomadinhos e elegantes dos anos 80 e se apresentavam como os anti-heróis ou anti-estrelas.

Por onde anda o grunge de Seattle?

O grunge de Seattle, aquele original com sonoridade bem crua, tem uma história rápida e discreta. Com a mesma rapidez com que o movimento alcançou a fama, voltou para o anonimato. É considerado um movimento que se desgastou e teve seu fim com o final dos anos 90, sendo a morte de Kurt Cobain em 1994 um marco para o início deste fim.

Os tempos mudaram e com eles as bandas se adaptaram. As bandas atuais até sabem fazer o estilo grunge, mas não conseguem fugir das influências modernas.

O legado do grunge de Seattle ficou para bandas como Mudhoney, Soundgarden, Alice in Chains e Pearl Jam, que continuam na ativa do grunge até hoje.

Para ver a influência da música na vida de Seattle veja o post sobre a música em Seattle. E se você gosta de música, vale a pena ver também nossos posts com os roteiros musicais em Seattle: Nirvana em Seattle e Pearl Jam em Seattle.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*