Quero estudar inglês nos EUA, por onde devo começar?

Se você está pensando em estudar inglês nos EUA, o primeiro desafio é responder as perguntas que estão aqui nesse post. Consiste basicamente em organizar o que você quer, alinhar seus objetivos e expectativas e ver o que cabe no seu orçamento.

-Feito isso, o primeiro passo foi dado. Já é meio caminho andado!

Depois é só executar o plano e dar início a essa bela aventura. Sem dúvida, uma experiência de vida inesquecível!

Estudar inglês nos EUA: por onde começar?
Estudar inglês nos EUA: por onde começar?

1. Onde estudar inglês nos EUA? Qual a cidade?

Eu diria que devemos começar pela escolha da cidade.

Caso já tenha essa decisão, ótimo! Fica mais fácil. Caso não, a decisão aqui é uma das mais importantes. Lembre-se que uma vez lá, terá que conviver com sua escolha e se adaptar. Leve em consideração os fatores abaixo na hora de escolher.

Clima

É importante se identificar com o clima da cidade; quente, frio, úmido, muito sol, pouco sol, etc… Já pensou ir para um lugar muito frio se você detesta o frio? Ou ir para um lugar de calor insuportável se você quer exatamente fugir dele?

Costumes do lugar: cultura, comida e seu povo.

Qual o perfil dos moradores? Como as pessoas se relacionam por lá? São pessoas mais relax ou reservadas? O que costumam fazer e comer? Recebem bem os visitantes? -Já pensou não se adaptar à cultura local? Vai transformar sua estadia num tormento!

Dinâmica da cidade

Veja como ela funciona, como é a rotina. É uma cidade grande ou pequena? Quantos habitantes? É cidade litorânea? Uma selva de pedras? Mais voltada para que atividade econômica?

Regras e leis

Entenda um pouco como funcionam tanto para os cidadãos quanto para os estrangeiros. Por exemplo: bem diferente do Brasil, se você for pego dirigindo bêbado, pode ter certeza que estará metido numa baita encrenca!

Qualidade de vida

Segurança, violência, educação, saúde e transporte público são itens importantes de checar. Eu diria que o sistema de saúde nos EUA como um todo é bem parecido (veja nosso post saúde nos EUA), mas segurança, violência, educação e transporte público dependem muito da cidade!

Custo de vida na cidade

É claro que você precisa ir bem planejado no quesito finanças. É importante conhecer o que lhe espera e o quanto vai gastar por lá. Ninguém quer ser pego de surpresa lá fora, certo?

Lazer e atrações turísticas

O que tem para fazer na cidade? Programas gratuitos, atividades ao ar livre, noite, programas culturais, arredores, etc… Você terá horas livres; aproveite-as como gosta. Lembre-se que nessa aventura, mais do que somente estudar inglês nos EUA, vale a experiência de vida!

No fundo, o mais importante é você ser fiel ao seu gosto pessoal! Você é uma pessoa mais conservadora ou mais descolada? Mais séria ou mais jovem? Gosta de fazer o que nas horas vagas? E por aí vai…

Meu conselho é: pesquise bastante sobre as opções que você está considerando. Entenda bem a dinâmica da cidade e veja se ela lhe agrada. Lembre-se mais uma vez, você terá que conviver com ela!

Fica a dica
Para mim, uma das coisas mais importantes para aprender inglês é ficar longe de sua língua natal. Quanto menos contato com o português durante seu curso de inglês, melhor. Neste sentido Seattle ganha muitos pontos. Ela é meio fora do roteiro padrão dos brasileiros e de estudantes que procuram o intercâmbio mais “formatado”, sabe? No post Viajar para Miami falamos um pouco disso. Acho que vale a pena incluí-la em suas opções (opinião pessoal minha, ok?). Dá uma olhada também no post Estudar em Seattle.

2. Quanto tempo você tem para estudar inglês nos EUA?

É claro que quanto mais tempo ficar nos EUA, mais vai aprender o inglês e mais vai aproveitar a viagem.

Mas é claro também que tudo depende do tempo que você tem disponível para ficar no exterior, da sua capacidade financeira e do nível do idioma que quer alcançar.

A questão aqui é chegar num equilíbrio que atenda seu bolso e suas expectativas.

Duração do curso de inglês

Se você dispõe somente de férias, vale a pena para aprimorar alguma habilidade (como a conversação, por exemplo). Já se você dispõe de um pouco mais de tempo, melhor ainda, mais contato com a língua e mais tempo para viver e conhecer a cidade. Sem dúvida, uma experiência de vida mais completa.

Existem bons cursos de 30 dias, 3 meses, 6 meses, 1 ano ou até mais para estudar inglês nos EUA. Seu aproveitamento vai depender muito do nível atual de seu inglês e de seu esforço em não falar sua língua nativa durante o período do curso.

Se você fala nada em inglês hoje, não espere que um curso de 3 meses vá lhe deixar fluente nessa língua! Para mim, o ideal é pelo menos 6 meses. Minha opinião, ok? Quanto mais tempo melhor! Mas é claro que tudo dependo de sua disponibilidade e de seu objetivo com o curso.

3. Qual seu objetivo ao estudar inglês nos EUA?

Por que está pensando em estudar inglês nos EUA? Para que? O que você pretende com o curso de inglês?

Essa pergunta anda de mãos dadas com a anterior. Seja aprender um novo idioma, seja aprimorar um idioma, seja estudar para um exame de idiomas, seja qualquer outro objetivo, está tudo diretamente relacionado com o tempo que você tem em contato com esse idioma.

Com isso eu quero dizer que, para alcançar seu objetivo você tem que fazer uma combinação entre:

  • duração do curso: tempo disponível=total de dias disponível para o curso
  • carga horária do curso: tempo dedicado=quantidade de horas dedicadas=intensidade do curso

Em outras palavras, seu objetivo define a duração e a carga horária do curso, ou ainda, se o tempo disponível for o que manda, alinhe seu objetivo a ele!

Você vai entender o que estou falando… Veja alguns exemplos.

Algumas necessidades para estudar inglês:

a) Vou tirar férias e queria conciliar turismo com um curso de inglês: aqui você deve optar por um curso de curta duração e carga horária parcial.

b) Preciso melhorar minhas habilidades no inglês mas não disponho de muito tempo: aqui você deve optar por um curso de curta duração e carga horária integral.

c) Quero estudar inglês nos EUA ao mesmo tempo em que quero conhecer um novo lugar e vivenciar uma nova cultura: aqui você deve optar por um curso de longa duração e carga horária parcial.

d) Preciso ficar fluente no inglês, e tenho tempo para isso: aqui você deve optar por um curso de longa duração e carga horária integral.

e) Quero aprender e ficar fluente no inglês para entrar numa universidade americana: aqui também você deve optar por um curso de longa duração e carga horária integral.

f) Preciso de inglês no meu ambiente de trabalho e não disponho de muito tempo: aqui você pode optar por um curso intensivo para negócios, com curta duração e carga horária integral.

g) Tenho que me preparar para um exame de proficiência em inglês: aqui existem cursos específicos de preparação para exames como IELTS, Cambridge ou TOEFL.

Cursos de inglês

As escolas de inglês costumam oferecer cursos que se adequam a necessidade de cada um.

Uma vez definidas suas necessidade e disponibilidade, fica mais fácil escolher a escola, o curso, sua duração e carga horária. Levando sempre em conta que quanto melhor a escola e quanto mais horas você estudar por dia, mais caro será seu curso (claro!), mas mais resultados terá.

Tipos de visto de entrada nos EUA
Aqui vale uma atenção especial. O tipo de visto necessário está diretamente relacionado com o tipo de curso, sua carga horária e duração. Vai só estudar? Em horário parcial ou integral? Vai estudar e trabalhar? Quanto tempo? Vale uma boa pesquisada antes de decidir; vai te poupar tempo, trabalho e dinheiro.

4. Qual é o tamanho do seu bolso?

No fim, tudo leva a essa última pergunta: quanto você tem para gastar nessa aventura? Todos os fatores (cidade, tempo, curso, hospedagem), dependem disso aqui.

Lembre-se de colocar no orçamento todas as despesas:

  • O curso de inglês
  • Passagens e vistos
  • Seguro saúde
  • Hospedagem
  • Alimentação
  • Transporte
  • Comunicação com a família
  • Lazer

No fim, é uma questão de alinhar expectativas X orçamento e encontrar a solução de melhor custo-benefício!

Se quiser se aprofundar aqui, dá uma olhada no post Quanto custa um curso de inglês nos EUA?

Feito! Já tenho as respostas, e agora? Qual o próximo passo?

Já é meio caminho andado! Agora é começar a executar o plano, mas isso é assunto para mais um post: Intercâmbio nos EUA.

Fiz uma planilha com orçamentos estimados para fazer um curso de inglês nos EUA, comparando os valores em 5 cidades (inclusive o meu xodó, Seattle). Pode te ajudar na pergunta sobre o tamanho de seu bolso! Baixe aqui gratuitamente: simulador orçamento curso de inglês nos EUA.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*