Eu Fui! Depoimento sobre a Kaplan Seattle e VisiteSeattle

Uma coisa é você ler aqui ou no site oficial da Kaplan que a escola é recomendada por 97% de seus estudantes. Outra coisa é você ouvir (ou ler) da boca de seus próprios ex-alunos a opinião sobre a escola. Trago aqui um depoimento sobre a Kaplan Seattle feito pelo Rodrigo, ex-aluno que comprou o curso de inglês conosco do VisiteSeattle no ano passado.

Como eu fico feliz de fazer um post desse tipo!

Depoimento sobre a Kaplan Seattle
Depoimento sobre a Kaplan Seattle

Mas por que fazer um post testemunhal?

Muito simples!

Passar segurança para você que pensa em comprar um curso da Kaplan com o VisiteSeattle!

É indiscutível que o fator “recomendação” conta muitos pontos na hora de comprar um produto ou serviço! Ainda mais na era digital, em que cada vez mais compramos tudo online, sem aquele antigo olho no olho com um vendedor.

Para vencer nossa insegurança na hora da compra, nada melhor do que ter um amigo ou conhecido dizendo: “vai fundo, pode comprar que eu conheço e gostei!”. Até a opinião de um desconhecido é melhor do que opinião nenhuma, né?

Nos sentimos muito mais seguros quando temos uma base de credibilidade, é fato! Alguma coisa que nos indique que fazer aquela aquisição será um bom negócio!

Para contratar um curso de inglês no exterior não é diferente, às vezes até pior, pois uma aquisição dessas requer um bom investimento tanto financeiro quanto de tempo.

Depoimento de ex-alunos sobre a escola

Já falei muito sobre isso em posts anteriores, e agora estou colocando em prática para vocês.

As boas referências e recomendações sobre a escola valem mais do que uma campanha de marketing bem feita. O feedback de ex-alunos é uma ótima forma de saber mais sobre a escola, e a busca por referências é a maneira mais assertiva de saber se a escola é uma instituição sólida, séria e com boa reputação.

Vamos à história do Rodrigo e seu depoimento sobre a Kaplan Seattle?

Caso do Rodrigo

O Rodrigo procurou o VisiteSeattle em agosto do ano passado atrás de um curso de inglês geral em Seattle. Sua esposa estava indo à cidade para um intercâmbio, e ele queria aproveitar para fazer um curso de inglês.

Logo de cara a primeira dúvida: qual visto usar para fazer o curso?

A princípio ele iria viajar com o visto B2 de turismo que já tinha. Mas esse tipo de visto limita a carga horária do curso a 18 horas semanais, e ele acabou optando por solicitar o visto J2 que tinha direito como acompanhante da esposa portadora do visto J1 de intercâmbio.

Resolvida a parte mais chata! O restante era muito simples. Era só preencher uns formulários, mandar a documentação digital por e-mail mesmo, fazer o pagamento online mesmo, e tudo pronto!

Acabamos fazendo sua matrícula na Kaplan Seattle para um curso de inglês intensivo (26 horas semanais) de 3 semanas de duração, iniciado em 30/10/2017.

Veja agora o que ele achou do curso na Kaplan Seattle e do atendimento do VisiteSeattle.

Depoimento sobre a Kaplan Seattle e VisiteSeattle

Com a palavra, o Rodrigo!

Meu feedback é muito positivo quanto ao curso e a escola. O lugar é muito bem localizado, com excelente estrutura de salas de aula e ótimos professores. A escola possui um ótimo programa de integração com atividades extra sala, compreendendo visitas em museus, parques, eventos, etc, proporcionando aos alunos oportunidade de troca de experiências e prática de conversação.

Fui bem orientado no primeiro dia de aula e realizei teste de nível sendo alocado em uma sala já em andamento. Uma única sugestão é que eles poderiam ter uma sala de cursos rápidos… vou explicar… O curso completo da Kaplan dura 8 meses e, pessoas como eu que cursam de 2 a 4 semanas chegam em uma sala em andamento, no meio de um livro/material. Apesar da integração, e do bom aproveitamento que os professores proporcionam, eu senti que perdi informações preciosas dos livros iniciais do nível que eu entrei. Não sei como poderia ser resolvido este ponto, porém eu fiquei com um sentimento de perder informações.

No geral o curso foi ótimo e não tenho reclamações, somente elogios. Tudo que contratei com você recebi corretamente e você me prestou assistência necessária.

Eu só fiquei com uma dúvida: como cursei o Intensive Course eu assistia aulas até as 14h e depois saia para conhecer a cidade. Na ocasião eu não recebi login para as k+ lessons e nem cobrei da escola por falta de tempo para utilizá-las. No final, fiquei sabendo que eu poderia utilizar o login por 1 ano e praticar aqui do Brasil… isso é verdade? Se sim, poderia me ajudar a obter este login?

Obrigado por todo suporte. Você é uma excelente profissional, indicarei seu trabalho a outros colegas que possam ter os mesmos interesses.

Rodrigo Mazo Rocha

Respostas aos questionamentos do Rodrigo

Aproveito para colocar aqui respostas para os questionamentos do Rodrigo. Pode ser que você tenha essas mesmas dúvidas no futuro e daí já fica sabendo.

Estrutura dos cursos flexíveis

A estrutura dos cursos flexíveis é feita para não ter datas fixadas de início e fim. Você começa o curso em qualquer segunda-feira do ano e faz quantas semanas de curso quiser (mínimo 2 semanas). A chave é não ficar preso à datas específicas, que, se perder, tem que esperar a próxima turma.

Dessa forma, os cursos rodam em ciclos semanais. Toda segunda tem aluno novo chegando, ao passo que toda sexta tem aluno partindo. E para a engrenagem funcionar, os alunos novos são encaixados em turmas “em andamento” de acordo com o nível de inglês.

Para acabar com essa “sensação de perda de informação” o curso teria que ter duração fixada, com datas de início e fim e conteúdos didáticos fixados. Daí o conceito deixa de ser o de curso flexível e passa a ser o de curso com duração e conteúdo fixos.

A Kaplan também tem esse tipo de curso, são os de longa duração (5, 6 ou 12 meses de curso) com datas de início e fim determinadas. A turma começa toda junta e termina toda junta, diferente dos cursos flexíveis.

Uma coisa é certa, a sensação de perda de informações vai ficando menor a medida que você faz mais semanas de aula. Mais tempo de curso, mais tempo de ver novos conteúdos. Sem falar que é menor também quando você entra em turmas com nível de inglês mais básico.

Para ser sincera, eu até acho que esses cursos da Kaplan rodam super bem, com uma estrutura muito bem bolada diante da complexidade que a flexibilização gera.

K +tools and K+ eXtra Online pós curso

Com relação as lições extras online pós curso, elas são pagas. São serviços adicionais que você pode contratar. Fica a dica: se quiserem ter esse acesso à essas lições online depois que finalizar o curso, podem contratá-las por 3 ou 12 meses pós curso. É só pedir lá na Kaplan Seattle!

É isso! Esse é o depoimento sobre a Kaplan Seattle e VisiteSeattle que prometi no início do artigo.

Espero que o depoimento do Rodrigo os encoraje a comprar o curso de inglês da Kaplan Seattle conosco do VisiteSeattle. Qualquer dúvida estamos à disposição! Se ainda não o fez, entre em contato e solicite um orçamento sem compromisso através do link abaixo.

3 Comentário

    • Oi Ana Paula,
      Tudo bem? Sua dica é ótima, já está anotadíssima! Com certeza escreverei sobre Belltown! Mas é que tenho um cronograma de edição já planejado a seguir. Assim que conseguir uma brecha, Belltown será o primeiro assunto. Beleza? Prometo!
      Abraços,
      Luciana Coelho

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*